Implantodontia

Tem como objetivo a implantação na mandíbula e/ou na maxila, de materiais biologicamente compatíveis, como o titânio,  destinados a suportar próteses unitárias, parciais ou totais fixas ou móveis. Ao redor do titânio ocorre a osseointegração que é caracterizada pela formação de tecido ósseo que irá incorporar este material ao organismo. E, é extremamente importante, que o tecido ósseo mantenha-se preservado mesmo quando o implante dentário seja submetido aos esforços mastigatórios.


A integração óssea deve-se a capacidade do nosso organismo em detectar o titânio intra-ósseo; devido a suas características bio-inertes (ao se expor ao ar, a superfície do titânio se transforma em óxido de Ti), não acontece a formação de tecido fibroso em volta do implante, permitindo assim o crescimento ósseo ao redor do mesmo, estando em contato íntimo osso e implante.


Profissionais:

- Rafael Klippel